Saturday, April 11, 2009

Fale muito de Deus, pouco de você e nada dos outros!!!

Sunday, April 5, 2009

Mensagem no chocolate quente



(desconheço a autoria)
Um grupo de jovens licenciados, todos bem sucedidos nas carreiras, decidiu fazer uma visita a um velho professor, agora aposentado. Durante a visita, a conversa dos jovens alongou-se em lamentos sobre o imenso stress que tinha tomado conta das suas vidas e do seu trabalho.
O professor não fez qualquer comentário sobre isso e perguntou se gostariam de tomar uma xícara de chocolate quente.
Todos se mostraram interessados e o professor dirigiu-se à cozinha, de onde regressou vários minutos depois com uma grande chaleira e uma grande quantidade de xícaras, todas diferentes – de fina porcelana e de rústico barro, de simples vidro e de cristal, umas com aspecto vulgar e outras caríssimas. Apenas disse aos jovens para se servirem à vontade.
Quando já todos tinham uma xícara de chocolate quente na mão, disse-lhes:
– Reparem como todos procuraram escolher as xícaras mais bonitas e caras, deixando ficar as mais feias e baratas...
Embora seja normal que cada um pretenda para si o melhor, é isso a origem dos vossos problemas e stress.
A xícara por onde estais a beber não acrescenta nada à qualidade do chocolate quente. Na maioria dos casos é apenas uma xícara mais requintada e algumas nem deixam ver o que estais a beber.
O que vós realmente queríeis era o chocolate quente, não a xícara; mas fostes conscientemente para as xícaras melhores...
Enquanto todos confirmavam, mais ou menos embaraçados, a observação do professor, este continuou:
– Considerai agora o seguinte: a vida é o chocolate quente; o dinheiro e a posição social são as xícaras. Estas são apenas meios de conter e servir a vida.
A xícara que cada um possui não define nem altera a qualidade da vossa vida. Por vezes, ao concentrarmo-nos apenas na xícara acabamos por nem apreciar o chocolate quente que Deus nos ofereceu.
As pessoas mais felizes nem sempre têm o melhor de tudo, apenas sabem aproveitar ao máximo tudo o que têm.
Vivei com simplicidade.
Amai generosamente.
Ajudai-vos uns aos outros com empenho.
Falai com gentileza……
e apreciai o vosso chocolate quente.

Biografia


Das coisas que tenho ouvido, uma me tocou e acordou para a minha efemeridade: “Se nossa vida pudesse ser comparada a uma subida de montanha, diríamos que, até os 40 anos, subimos, e, em seguida, iniciamos a descida... sendo, então, a chegada de volta à base, o nosso fim terreno”.
Nessa primeira metade, muitas marcas fui deixando. Parcela delas, nocivas; parte, indiferentes e outras que tiveram a força de transformar o meu coração em algo mais do que um órgão essencial.
Além da máxima que se apregoa de que um homem deve, para se sentir completo, plantar uma árvore, ter um filho e escrever um livro, acrescento realizações que me humanizaram e edificaram tanto ou até mais do que as três citadas:
- todo SER HUMANO deveria, um dia, experimentar o contato com pessoas especiais. Conviver com esquizofrenia, síndrome de Asperger, Down, PCs, DF, DA e DV mesmo que por breve período contribui para lapidação das nossas emoções e para a expansão do nosso amor... que, quanto mais damos, mais temos.

Aprenda com o Silencio - J.Y. Leloup


Aprenda com o silêncio a ouvir os sons interiores da sua alma, a calar-se nas discussões e assim
evitar tragédias e desafetos...
Aprenda com o silêncio a aceitar alguns fatos que você provocou, a ser humilde deixando o orgulho gritar lá fora, evitar reclamações vazias e sem sentido...
Aprenda com o silêncio a reparar nas coisas mais simples, valorizar o que é belo, ouvir o que faz algum sentido...
Aprenda com o silêncio que a solidão não é o pior castigo, existem companhias bem piores...
Aprenda com o silêncio que a vida é boa, que nós só precisamos olhar para o lado certo, ouvir a música certa, ler o livro certo.
Aprenda com o silêncio que
tudo tem um ciclo; como as marés que insistem em ir e voltar, os pássaros que migram e voltam ao mesmo lugar, como a Terra que faz a volta completa sobre o seu próprio eixo, complete a sua tarefa.

Aprenda com o silêncio a respeitar a sua vida, valorizar o seu dia, enxergar em você as qualidades que você possui, equilibrar os defeitos que você tem e sabe que
precisa corrigir e enxergar aqueles
que você ainda não descobriu .
Aprenda com o silêncio a relaxar, mesmo no pior trânsito, na maior das cobranças, na briga mais acalorada, na discussão entre familiares...
Aprenda com o silêncio a respeitar o seu "eu", a valorizar o ser humano que você é, a respeitar o Templo que é o seu corpo, e o Santuário que é a sua vida.
Aprenda hoje com o silêncio, que gritar não traz respeito, que ouvir ainda é melhor que muito falar...
Na natureza tudo acontece com poder e silêncio, com um silêncio poderoso; por vezes, o silêncio
é confundido com fraqueza, apatia ou indiferença.
Pensa-se que a pessoa portadora
dessa virtude está impedida de reclamar seus direitos e deve tolerar com passividade todos os abusos.
O Sol nasce e se põe em profunda quietude; move gigantescos sistemas planetários, mas penetra suavemente pela vidraça de uma janela sem a quebrar e você só sabe pelo calorzinho que ele proporciona.

Acredita-se que o silêncio não combina com o poder, pois este tem se confundido com prepotência e violência.
Acaricia as pétalas de uma rosa sem a ferir, e beija as faces de uma criança adormecida sem a
acordar; aí uma vez vamos encontrar na natureza lições preciosas a nos dizer que o verdadeiro poder anda de mãos dadas com a quietude.
As estrelas e galáxias descrevem as suas órbitas com estupenda velocidade pelas vias inexploradas do cosmos, mas nunca deram sinal da sua presença pelo mais leve ruído.
O oxigênio, poderoso mantenedor
da vida, penetra em nossos pulmões, circula discreto pelo nosso corpo, e nem lhe notamos a presença.
A luz, a vida e o espírito, os maiores poderes do universo, atuam com a suavidade de uma aparente ausência.

Como nos domínios da natureza,
o verdadeiro poder do homem não consiste em atos de violência física;
quando um homem conquista o verdadeiro poder, toda a antiga violência acaba em benevolência.
A violência é sinal de fraqueza, a benevolência é indício de poder.
Os grandes mestres sabem ser
severos e rigorosos sem renegarem a mais perfeita quietude e benevolência.
Deus, que é o supremo poder,
age com tamanha quietude que a maioria dos homens nem percebem a Sua ação.
Essa poderosa força, na qual todos estamos mergulhados, mantém o Universo em movimento, faz pulsar o coração dos pássaros, dos bandidos e dos homens de bem, na
mais perfeita leveza.
Até mesmo a morte, chega de mansinho e, como hábil cirurgiã, rompe os laços que prendem a
alma ao corpo, libertando-a do cativeiro físico.
O verdadeiro poder chega sem ruído, sem alarde e sem violência.
Sempre que a palavra poder lhe vier à mente, lembre-se do Sol: nasce e se põe em profunda quietude; move gigantescos sistemas planetários, mas penetra suavemente pela vidraça de uma janela e você só sabe pelo calorzinho que ele proporciona.

Acarinha as pétalas de uma flor sem a ferir, beija as faces de uma criança adormecida sem a acordar.
"Bem aventurados os mansos, porque eles possuirão a Terra".
"Boa Terra em teus pés, Água o bastante em tua semente, bom Vento para o teu sopro, Fogo em teu coração
e muito Amor em teu ser.”
"O êxito ou o fracasso de sua vida não depende de quanta força você põe em uma tentativa, mas da persistência no que fizer."
E em respeito a você, eu me calo, me silencio, para que você possa ouvir o seu interior que quer lhe falar, desejar-lhe uma vida vitoriosa .